Martine Grael e Kahena Kunze fecham período de treinos na Nova Zelândia

Martine Grael e Kahena Kunze fecham período de treinos na Nova Zelândia

Written on 12/03/2019


As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze aproveitaram a pausa na Volvo Ocean Race para retomar as atividades na classe 49er FX. Neste começo de março, a dupla treinou em Auckland, na Nova Zelândia, num período de trabalho que foi encerrado nesta quinta-feira, dia 8. Foi a primeira janela de treinamento das duas juntas desde o começo da participação pioneira de Martine na Regata de Volta ao Mundo.


“Os treinos foram muito produtivos. Foi bom para voltar a pegar o feeling do barco, o posicionamento. A intenção nessa minha vinda para a Nova Zelândia foi não perder o contato com o barco. A gente não queria ficar muito tempo sem velejar e perder o entrosamento”, afirmou Kahena Kunze.


O reencontro, ainda no fim de fevereiro, teve direito a comemoração, literalmente. Afinal, Kahena recebeu Martine em Auckland justamente na chegada da parada da Volvo que foi vencida pelo time AkzoNobel, do qual a velejadora brasileira faz parte. A festa pela vitória foi breve. A dupla começou os treinos de 49er FX logo na sequência do fim da regata.


A principal competição do ano para a dupla será o Mundial de classes olímpicas da World Sailing (Federação Internacional de Vela), marcado para o período de 30 de julho a 12 de agosto, em Aarhus, na Dinamarca. Martine e Kahena defendem o título da competição, que elas conquistaram em 2014, em Santander, na Espanha. Além disso, o campeonato é classificatório para o país nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.


“A gente treinou muito as manobras, focando já no Mundial de Aarhus. Foi bem importante. Acho que a Martine está com a energia renovada, e eu também. Deu aquele gostinho de missão cumprida”, disse Kahena.


Em Auckland, as campeãs olímpicas treinaram sob a supervisão do técnico espanhol Diego Fructuoso.



A CBVela é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico do Brasil (COB). Tem o Bradesco como patrocinador oficial, o Grupo Energisa como parceiro oficial e patrocinador oficial da Vela Jovem, e a Kailash como fornecedora de material esportivo. A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: sete. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 18 medalhas em Jogos Olímpicos.

Foto: Jesùs Renedo | Magic Marine