Torben no Hall da Fama do COB

Torben no Hall da Fama do COB

Written on 12/03/2019


A vela foi muito bem representada no lançamento do Hall da Fama do Comitê Olímpico do Brasil, na noite da última terça-feira, dia 18, no Rio de Janeiro. Em cerimônia que antecedeu o Prêmio Brasil Olímpico 2018, no Teatro Bradesco, Torben Grael foi um dos quatro atletas que tiveram a honra de serem os primeiros a deixar suas marcas eternizadas na galeria de heróis do esporte do país.


“Para mim é um orgulho muito grande e um reconhecimento pelo trabalho que fiz. Ainda estou ligado ao esporte, como coordenador técnico da vela e como vice-presidente da Federação Internacional. Então continuo me dedicando à vela, de uma maneira um pouquinho diferente de antes”, afirmou Torben, que também faz parte dos Halls da Fama da Confederação Brasileira de Vela e da World Sailing.


Em seis participações olímpicas, Torben foi ouro em Atlanta-1996 e Atenas-2004, as duas na classe Star, prata em Los Angeles-1984, na Soling; e bronze em Seul-1988 e Sydney-2000, novamente na Star. Ao lado de Robert Scheidt, é o único atleta brasileiro com cinco pódios olímpicos na História.


Além de Torben, foram homenageados a dupla Sandra Pires e Jackie Silva (vôlei de praia), primeiras mulheres brasileiras a ganharem ouro nos Jogos; e Vanderlei Cordeiro de Lima (atletismo), único brasileiro a receber a medalha Pierre de Coubertin, maior honraria do Comitê Olímpico Internacional.


Durante a cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico, Torben Grael ainda entregou para a filha Martine e para Kahena Kunze o troféu de melhores atletas do ano de 2018 na vela. As duas se destacaram na temporada com o quarto lugar no Mundial de Classes Olímpicas, na Dinamarca; e com a medalha de ouro no evento-teste para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020.